RÁDIO VITÓRIA GOSPEL - A MELHOR RÁDIO GOSPEL DO BRASIL: O que você faria com uma herança de 1 bilhão?

PLAYER ALTERNATIVO

.

O que você faria com uma herança de 1 bilhão?

Perdi o fôlego com o título acima. Um milhão já é muito, um bilhão nem sei se saberia contar. E para mortais como eu, um bilhão é dinheiro para todas as gerações da minha família até a volta de Cristo.
Pensando rápido e de forma bem conservadora, daria para zerar todas as dívidas, comprar casa na cidade, no campo e na praia
, comprar os carros desejados, viajar muito, dar casa e carro para cada um da família, construir templos, ajudar entidades assistenciais, investir e... Ainda sobraria muuuuuito dinheiro.

Mas... Quem tem uma herança dessas para receber? Quem? E quem tem, será que faria bom uso? Afinal, histórias que envolvem dinheiro ganho facilmente e perdido bestamente, não faltam. Vide exemplo de ganhadores de loteria, num ano ricos, no outro pobres novamente.

Você tem uma herança com valor infinitamente superior ao título e, caso não tenha, no mínimo você é uma “herança superior”. Os filhos são herança do Senhor, afirma o texto bíblico. Portanto, ainda que não seja pai ou mãe, filho ou filha você é. Você venderia seu filho por um bilhão? Eu também não venderia. E como estamos tratando essa herança que temos, ou que somos?

Um casal de chineses foi preso por ter vendido a filha. Segundo a promotoria de Xangai, eles ofereceram a filha por 300.000 luanes, equivalente a US$ 4,9 mil. Com o dinheiro a mãe comprou um iPhone, um tênis e alguns artigos de luxo. Pegos pela justiça, o casal justificou o negócio como uma maneira de garantir a filha um futuro melhor, porque já tinham dois filhos.

Por causa da política do filho único na China, o tráfico de crianças e mulheres ainda é muito comum. O que torna a vida cruel e duríssima, dificultando qualquer parâmetro de julgamento por parte de nós, ocidentais. Até porque, por aqui, ainda que não se venda filhos como na China, temos assistido um número cada vez maior de filhos sendo rejeitados, desprezados e terceirizados. O que não deixa de ser uma forma de descarte, disfarçada, talvez leve, ou quem sabe até homeopática, mas descarte. Um tipo de descarte insensível e imperceptível que só será sentido e percebido com o passar dos anos e as disfunções relacionais que inevitavelmente surgirem.

O que temos feito com nossa herança? Que cada um responda com gestos que glorifiquem o Criador e dono das crianças de todo mundo.




- por Edmilson Mendes


Fonte: Guiame
Fonte: Rádio Vitória Gospel Paranavai
OFERECIMENTO:
LIVRARIA KERYGMA PARANAVAI
AV. PARANÁ, 217 - CENTRO
FONES (44) 3045-2770 (44) 9995-5885
PARANAVAÍ - PARANÁ
Facebook.com/irmaoegidio.ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário